PortuguêsEnglish繁體中文EspañolFrançaisItalianoفارسیDeutsch

Cidades Informais e a transformação da América Latina

yemail-1

Este post também está disponível em: Inglês, Chinês, Espanhol

Este artigo é parte do iF BOGOTA trend report, um projeto único da empresa de pesquisas wabi-sabi-lab sobre o futuro imperfeito de Bogotá, apresentando mais de 50 histórias, entrevistas e insights culturais dessa cidade inspiradora que poderá se transformar na próxima capital da América Latina. Leitores do This Big City recebem 20% de desconto no relatório até 28 de junho de 2013.

Antonio Yemail tem uma visão: A transformação da América Latina e o potencial da informalidade na arquitetura e além.

Quem é Antonio Yemail?

Yemail pertence a uma nova geração de arquitetos Latinos que estão abrindo a disciplina para uma audiência maior através do seu trabalho. Ele estudou Design Industrial e Arquitetura na Potificia Universidad Javeriana, onde também leciona. Em 2007, criou a oficina informal, um estúdio independente que está por trás de projetos de escalas diferentes na Colômbia, Chile e Perú.

Insights: Oficina Informal

* Além do trabalho regular de design e produção, o estúdio sempre está trabalhando em pesquisar projetos em um tópico-chave: informalidade. Ele explora a energia criativa que este conceito guarda, pela América Latina e seu papel no futuro da região.

* A arquitetura é um assunto eficiente para conectar as pessoas com as soluções de grandes problemas. Através de seu trabalho, elas foram capazes de provar como cidadãos podem mudar a percepção do espaço público, acionando a energia social escondida por trás da informalidade, quebrando barreiras e paradigmas.

* Na Colômbia, e outros países da América Latina, jovens arquitetos estão liderando o caminho para o futuro graças a concursos públicos e e abordagem democrática dos projetos públicos. Transparência e ideias novas de jovens arquitetos como Yemail estão moldando a nova cara das cidades.

“A Colômbia não se tornará um país periférico, mas um país central. A mobilidade urbana, as crises ambientais e políticas, os recursos em todos os sentidos. A solução que o mundo constrói para a crise passará por um país como esse, e isso nos torna atores centrais na história”. – Antonio Yemail

[video_embed]
[/video_embed]

Insights: Pessoas

* A geração de Yemails (nascida no final dos anos 70 e começo dos anos 80) foi a última a conhecer o mundo antes da internet, mas também conheceu a transição para uma sociedade hiperconectada. Esse fato aparentemente óbvio, é a chave para entender porque e como a classe criativa em cidades grandes como Bogotá, estão guiando a todos para o futuro.

* Toda a energia criativa retida por anos em um país que não estava conectado a economia global, está agora sendo liberada, oferecendo uma nova visão, produzindo soluções relevantes e compartilhando-as com o mundo através da Rede.

* Esses jovens criativos nasceram na crise, tornando-se fortes e inteligentes. Em seu DNA, eles tem as habilidades chave para ajudar países europeus a superar sua situação atual e também a aprender a transformar o clima pessimista em criatividade.

* A falta de recursos forçou uma grande geração de bogotanos em áreas como arquitetura, artes ou design a trabalhar com menos ferramentas, usando inovação para construir soluções. Essas habilidades são únicas e valiosas para solucionar problemas globais em diferentes contextos.

Futuro

Bogotá será o epicentro de grandes projetos em diferentes escalas nos próximos 5-10 anos. Alguns já começaram, outros serão iniciados em breve e outros nunca sairão d papel. Mas o fato é que os bogotanos estão experimentando a transformação de sua cidade a medida em que se abrem para o mundo.

“Não se esqueçam disso. As respostas para os problemas globais passarão pela Colômbia. – Antonio Yemail

Este insight e mais de outros 50 estão disponíveis no iF BOGOTA trend report. Leitores do This Big City recebem 20% de desconto

yemail-3.