PortuguêsEnglish繁體中文EspañolFrançaisItalianoفارسیDeutsch

Prefeitura do Rio realiza Hackaton para solucionar problemas da cidade

Hackathon 1746

A prefeitura do Rio de Janeiro possui um telefone para reclamações e solicitações de serviços (caso você seja do Rio, o número é 1746) e após compilar diversas demandas, compreendeu que tipo de serviços eram mais pedidos pela população. Com essa informação, a prefeitura decidiu por uma maneira inovadora de resolver o problema: tecnologia.

Mas se engana quem pensa que alguma consultoria foi contratada ou qualquer outra caríssima solução mirabolante foi criada. Seguindo uma prática que está se tornando popular no mundo corporativo para atrair desenvolvedores para as empresas de tecnologia, a prefeitura do Rio está organizando uma Hackaton, uma maratona de programação e desenvolvimento de software onde profissionais da área (com ou sem formação, basta saber desenvolver) vão se reunir em equipes e desenvolver soluções tecnológicas para os 4 tópicos da competição que são iluminação pública, poda de árvores, conservação de vias e estacionamento irregular.

Os participantes se reunirão no Centro de Operações da Prefeitura e dali seguirão para o Palácio da Cidade, onde iniciarão os trabalhos. Serão oferecidos transporte do COP até o palácio, almoço e happy hour ao fim do dia.

Um requisito interessante a se observar é que as soluções apresentadas deverão levar em consideração a capacidade de uso mobile. É bom lembrar que para no momento da inscrição a equipe deverá apresentar até 3 propostas que serão selecionadas pela comissão, e, uma vez confirmada a viabilidade, a inscrição será confirmada.

Alguns dos critérios para a competição são, criatividade e inovação, capacidade de mobilização popular e impacto social. Os prêmios para os vencedores chegam à 10 mil reais, além de bolsas de estudo e um almoço com o prefeito Eduardo Paes e dos representantes das aceleradoras parceiras.

É interessante ver uma prefeitura se utilizando de tal recurso para atender a demandas públicas, que além de engajar uma parcela da população no desenvolvimento de soluções práticas, ajdua a expor as demandas populares.

Um dado interessante revelado pela central de serviços: das 4 categorias mais requisitadas, 3 delas tem o bairro de Campo Grande disparado como maior solicitante de serviços. Fica a dica para a prefeitura antes mesmo da competição começar.

Caso você esteja interessado as inscrições se encerram dia 29 de agosto, então corre que ainda dá tempo. Mais informações e o edital completo podem ser encontrados no site do evento.